4 de abril de 2022

Trocas partidárias reduzem em 36% número de partidos na Assembleia do RN

 

A formação de chapas competitivas para as eleições de outubro, aproveitando a  janela partidária para a formação de nominatas, terminou alterando, substancialmente, a configuração dos partidos com representação política na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Metade dos 24 deputados estaduais aproveitaram a janela partidária de 30 dias, encerrada na sexta-feira (1º), para a troca de partidos sem correr o risco de perda de mandatos. O movimento de novas filiações partidárias dos deputados estaduais reduziu em 36,3% o número de partidos na Assembleia, que caiu de 11  legendas para sete. Cinco partidos deixaram de ter bancada na ALRN: MDB, que tinha dois deputados; PROS, DEM, PSC e Republicanos, que contavam com um deputado,  cada.

No País, 135 deputados federais têm novos partidos
A chamada janela partidária deste ano permitiu o maior número de migrações entre partidos da história do Congresso Nacional em uma mesma legislatura durante um ano eleitoral. Ao menos 135 deputados federais, segundo apuração do site Poder360, aproveitaram a chamada janela partidária para mudar de partido com vistas às eleições de outubro. O número representa 26,3% dos 513 deputados. O prazo para o troca-troca sem punições começou no dia 3 de março e acabou às 23h59  da última  sexta-feira (1). No total,  83 deputados tinham oficializado as mudanças junto à Câmara dos Deputados. Os demais ainda poderão avisar a Casa nos próximos dias. Não há prazo para isso.
Fonte Valdir Julião

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário