20 de outubro de 2021

TSE inciou ontem votação da cassação de deputado Bolsonarista por fake news

 

O julgamento do primeiro caso de cassação por fake news foi adiado após pedido de vista do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Horbach. O plenário da Corte Eleitoral iniciou análise do processo contra o deputado estadual do Paraná Fernando Francischini (PSL-PR), nesta terça-feira (19/10).

Durante a sessão, dois ministros acompanharam o voto do ministro corregedor-geral Luis Felipe Salomão, relator do processo, pela perda do mandato e pela inelegibilidade do parlamentar. No entanto, a votação foi suspensa.

Os três ministros do TSE, que já apresentaram voto, consideraram o parlamentar culpado por propagar desinformação contra a urna eletrônica e o sistema eletrônico de votação nas Eleições de 2018. A decisão depende de sete ministros da Corte e ocorrerá em sessão ainda sem data marcada.

247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário