4 de agosto de 2021

Ministro da Defesa Braga Netto é convocado pela Câmara após ameça de golpe nas eleições 2022

 

O ministro da Defesa, o general Walter Braga Netto, foi convocado pela Câmara para dar explicações sobre afirmações feitas a interlocutores sobre adoção do voto impresso nas eleições de 2022.

A convocação foi aprovada nesta terça-feira (3) pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, que ainda não marcou data para ouvir o ministro, mas, como foi convocado, ele é obrigado a comparecer.

Por meio de interlocutor, Braga Netto afirmou que, sem voto impresso, não vai ter eleição. A frase foi dita diante de várias pessoas, como, por exemplo, o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido), dentro do Palácio do Planalto – e chegou rapidamente aos ouvidos do presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL).A convocação foi sugerida pelo deputado Rogério Correia (PT-MG) e ocorreu após tal ação ser descartada pela CPI da Covid, pelo presidente da comissão, o senador Omar Aziz (PSD-AM).

“A ameaça vem acompanhada de diversas manifestações no mesmo sentido do presidente da República, que acusa a existência de fraudes nas eleições por meio de urnas eletrônicas, ainda que todas as eleições até então não tenham demonstrado qualquer fragilidade, fraude ou risco de comprometimento dos resultados”, disse Correia.

DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário