15 de agosto de 2021

Maceió vive o maior crime ambiental do mundo

 

 Com bandeiras, palavras de ordem, batucada e intervenções artísticas, jovens dos acampamentos e assentamentos do MST (@movimentosemterra) realizaram na manhã deste sábado (14) um escracho na porta da Braskem (bairro do Pontal), mineradora responsável pelo maior crime ambiental em área urbana do mundo.

O escracho denuncia o crime da Braskem na capital alagoana que, com o desgaste da exploração de sal-gema, substância utilizada para a fabricação de soda cáustica e PVC, ameaça a vida de cerca de 40 mil pessoas em quatro bairros em Maceió, com afundamento de solo e tremores de terra.
Durante o escracho os jovens ainda distribuíram mudas de árvores frutíferas para a população que passa pela frente da mineradora, convocando a sociedade para denunciar os ataques da mineração em Alagoas.
📸
Foto: Gustavo Marinho
Mídia Ninja



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário