25 de maio de 2021

Jornal Nacional destaca que militares de alta patente querem punição de Pazuello por ato com Bolsonaro: “Intolerável

  

Jornal Nacional, da Globo, informou em sua edição desta segunda-feira (24) que militares de alta patente consideram “intolerável” a atitude do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de ir a um ato político com Jair Bolsonaro no domingo (23), no Rio de Janeiro.

Segundo o telejornal, a reportagem conversou com a cúpula do Exército, que exige punição do ex-ministro, que é general da ativa.

O regimento militar impede de “manifestar-se, publicamente, o militar da ativa, sem que esteja autorizado, a respeito de assuntos de natureza político-partidária”. O ex-ministro não teria pedido autorização e o comandante do Exército já estaria planejando mandar Pazuello para a reserva. O ex-ministro tem agora 10 dias para apresentar sua defesa.

Segundo o JN, os militares de alta patente ouvidos pela reportagem afirmam que o comandante do Exército, general Paulo Sergio Nogueira de Oliveira, “não tem outra saída a não ser punir Pazuello”, sob o risco de prevaricar e ainda perder a autoridade entre seus pares.

Oliveira já abriu uma apuração disciplinar contra o ex-ministro da Saúde, que tem prazo de 10 dias para apresentar sua defesa.

Impeachment

O principal telejornal da Globo, além da situação de Pazuello, também repercutiu o novo pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro apresentado à Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (24). A peça foi apresentada pelo Movimento Vidas Brasileiras e conta com assinaturas de nomes como o da apresentadora Xuxa Meneghel, a atriz Julia Lemmertz, o youtuber Felipe Neto e o ex-jogador Walter Casagrande, entre outras personalidades.

“Cabe ao presidente da Câmara, Arthur Lira, decidir se aceita ou rejeita o pedido. Até o momento, 114 pedidos de impeachment contra Bolsonaro aguarda análise”, disse o âncora William Bonner.

 Por Ivan Longo 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário