17 de julho de 2020

Artistas começam repaginação da Escadaria de Mãe Luíza, em Natal

Começou nesta semana o projeto de repaginação da escadaria de Mãe Luíza. O local receberá uma intervenção artística em formato de mosaico e grafites em pórticos e degraus. A partir de agora, 20 artistas potiguares se revezam em horários e grupos, tudo dentro das orientações de distanciamento social e higiene na luta contra a Covid-19. O projeto é da Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), e a previsão de conclusão é de três semanas.
O projeto da escadaria de Mãe Luíza terá produção de 133 espelhos dos degraus de 0,15 m de altura por 4 m de largura, com dois arcos medindo 30m² de área a serem revestidos. Dez artistas por turno (dois turnos entre 9h e 20h), sendo 5 em cada parede, começam o processo de isolamento da área com tapumes e fitas de isolamento. Andaimes serão montados durante 15 dias para possibilitar a pintura e mosaicos nas partes mais altas.
Local preferido por moradores da Zona Leste para atividades físicas, o espaço teve o projeto elaborado pelos mosaicistas Gildeci Pereira, Liana Diógenes, João Batista de Lima, Rosangela Rocha e Wendell Eduardo. A coordenação é do artista plástico Migue Carcará, da Secretaria de Cultura de Natal.
O mosaico é um trabalho feito com pedras estilhaçadas ou roladas, pastilhas e cerâmicas estilhaçadas ou riscadas e cortadas. A matéria prima é de grande resistência e durabilidade. Os materiais vítreos são produzidos pela indústria para resistir ao efeito erosivo e manter a durabilidade das cores, servindo também como proteção para as áreas revestidas. Então, além da beleza e durabilidade, esta modalidade ainda tem a função de impermeabilizar os espaços onde são fixadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário