21 de junho de 2020

“QG Rural” de grupo bolsonarista '300' é alvo de operação de busca e apreensão neste domingo

A Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu na manhã deste domingo (21), mandado de busca e apreensão em um dos pontos de apoio do grupo conhecido como “300 do Brasil”.
A operação aconteceu em uma chácara na região de Arniqueiras, em Águas Claras, em duas casas onde também havia barracas instaladas. O imóvel conta com câmeras de segurança que cobrem toda a sua extensão. No momento da operação, duas pessoas estavam no local, conhecido pelo grupo como “QG Rural”.
A ação apreendeu fogos de artifício, vários manuscritos com planejamento de ações e discursos, cartazes, aparelhos de telefone celular, um facão, um cofre (que ainda será aberto), e outros materiais destinados a manifestações.
A Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) apura a prática de supostos crimes de milícia privada, ameaças e porte de armas cometidos grupo. Sara Geromini, vulgo Sara Winter, líder do grupo, está presa desde o dia 15.
“Esses bandidos estão perseguindo quem luta pela nação para nos livrar dessa bandalheira da corrupção. A casa que dá apoio aos patriotas que lutam pela nação foi invadida. Hoje são eles, amanhã será vocês”, disse o bolsonarista Renan Sena em um vídeo publicado nas redes sociais.
A operação ocorreu horas antes das manifestações marcadas para este domingo (21).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário