14 de maio de 2020

Bolsonaro diz estar em guerra com governadores em encontro com empresários

João Doria, Rui Costa, Wilson Witzel, Flávio Dino, Paulo Câmara e Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro disse na manhã desta quinta-feira (14), que estava disposto a conversar com governadores sobre medidas para conter a pandemia de coronavírus. Na porta do Alvorada, Bolsonaro fez até um apelo: "Um apelo que faço aos governadores. Revejam essa política. Estou pronto para conversar. Vamos preservar a vida? Vamos".
Poucos horas depois, no entanto, Bolsonaro demonstrou que o "apelo" não passou de fachada. Em videoconferência com um grupo de empresários organizada pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, seu aliado político, Bolsonaro voltou a pedir que empresários pressionem os governadores pela reabertura do comércio e disse que "é guerra" e que o setor empresarial precisa "jogar pesado" com os chefes de governo nos estados.
"Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, decidindo o futuro da economia do Brasil", afirmou Bolsonaro, referindo-se ao governador João Doria (PSDB), seu adversário político. "Os senhores, com todo o respeito, têm que chamar o governador e jogar pesado. Jogar pesado, porque a questão é séria, é guerra."
247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário