27 de abril de 2020

Bolsonaro sofre novas acusações na PGR

Raquel Branquinho – Wikipédia, a enciclopédia livre
A procuradora-regional da República Raquel Branquinho enviou uma representação à Procuradoria da República no Distrito Federal (PR-DF) que aponta indícios de que o presidente da República, Jair Bolsonaro, violou a Constituição ao interferir no Exército no episódio em que a instituição revogou três portarias sobre o controle de armas e munições. Há pelo menos dois procedimentos na procuradoria do DF que investigam o caso.


Branquinho pede que o requerimento seja distribuído a um procurador para que, se entender que é o caso, tome providências para que o governo cumpra a Constituição e o Estatuto do Desarmamento. A partir da distribuição do requerimento, é possível que haja a abertura de uma investigação sobre o caso.
blogdacidadania

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário