19 de fevereiro de 2020

Vamos cruzar os braços nesta quarta-feira, diz liderança dos caminhoneiros sobre nova paralisação

 Greve dos caminhoneiros
A mobilização dos caminhoneiros já estava marcada para esta quarta-feira (19) quando o Supremo Tribunal Federal (STF) julgaria três ações que contestam a constitucionalidade da política de tabelamento de frete rodoviário. A votação foi adiada para o dia 10 de março, quando entidades contrárias e favoráveis ao tema vão se reunir em uma audiência de conciliação no Supremo.
O presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão, disse em entrevista à Sputnik Brasil que a mobilização está mantida mesmo com o adiamento do julgamento, mas os caminhoneiros se comprometeram a não fechar nenhuma rodovia.
"O que a gente pediu para a categoria é para que parassem, cruzassem os braços e não trabalhassem. Eu estou orientando a categoria dizendo que nós precisamos ter responsabilidade, seriedade, e não fechar nenhuma rodovia", explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário