24 de julho de 2019

Presos pela PF acusados de 'hackear' Moro

 
De acordo com o site A Cidade, de Araraquara, entre os suspeitos presos nesta terça-feira (23) pela Polícia Federal (PF) pelo suposto hackeamento dos telefones celulares de Moro estão Walter Delgatti Neto e Gustavo Henrique Elias Santos.
De acordo com o site, em Araraquara foram cumpridos dois mandados 
de busca e apreensão em casas na Vila Xavier [da avó de Delgatti Neto] e na casa da mãe de Gustavo. As ações também foram realizadas em Ribeirão Preto. 
"Por aqui, foram apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos com a finalidade de se obter 'os elementos de provas relacionadas a invasão de contas do aplicativo Telegram utilizadas pelo atual ministro da justiça e segurança pública', diz o mandado de busca e apreensão", diz a reportagem.
Segundo o site, ao contrário do que se imaginava, o grau de capacidade técnica dos hackers não era alto, como afirmou o ministro Sergio Moro. Além disso, o site informa que de acordo com fontes, o o histórico deles demonstraria que estariam mais para golpistas do que hackers.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário