1 de março de 2019

Planalto não resiste e já admite liberar 5 milhões para cada novo deputado para conseguir apoio à reforma da Previdência

Demorou pouco essa história do Planalto não negociar com o Congresso.
E o Estadão mostra hoje que sem conseguir até agora apoio suficiente para aprovar a reforma da Previdência, o Palácio do Planalto decidiu abrir o cofre.
A estratégia do governo foi feita sob medida para agradar a deputados e senadores de primeiro mandato com repasses individuais que podem ficar perto de R$ 5 milhões.
O valor ainda não está fechado, mas a Casa Civil negocia a concessão de uma espécie de bônus para os novatos, já que eles só terão direito às emendas parlamentares a partir de 2020, é o que diz a reportagem assinada por Vera Rosa.
Então…
O voto do novo parlamentar vai custar 5 milhões.
Negócio aberto, com valor adiantado.
E estamos conversados…
Sempre assim, tudo igual.
Os veteranos vão chiar, e deve vir aí a parte deles…
Tudo igual.
thaisagalvao

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário