20 de maio de 2020

Globo finge que não sabia quem era Bolsonaro e agora denuncia "estelionato eleitoral"

 "Para quem se elegeu com um discurso visceral contrário à 'velha política', a perspectiva para Jair Bolsonaro é se constituir num estrondoso estelionato eleitoral", aponta editorial do jornal O Globo desta quarta-feira. "Agora, ao confiar o respaldo parlamentar do seu governo ao centrão e a políticos em geral especializados em vender apoio em troca de cargos e orçamentos, Bolsonaro radicaliza o seu processo de metamorfose para mostrar quem verdadeiramente é", aponta o editorialista, como se o próprio Globo não soubesse quem Bolsonaro, político do Rio de Janeiro, verdadeiramente é.
"Bolsonaro começa a ficar parecido com Michel Temer (2016-18) e Collor (1990-1992), dois presidentes que se recolheram para montar barricadas de defesa em meio a um intenso toma lá dá cá, como o que o governo começa a praticar com o centrão e aparentados", aponta o editorial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário