4 de outubro de 2019

Polícia Federal indicia ministro amigo de Bolsonaro


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

O ministro do Turismo de Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), foi indiciado pela Polícia Federal sob suspeita de envolvimento no esquema de laranjas do PSL. A investigação concluiu que ele comandou esquema de desvio de recursos públicos por meio de candidaturas femininas de fachada nas últimas eleições.
Em 2018, quando o ministro era presidente do PSL em Minais Gerais, patrocinou o desvio de verbas públicas do partido por meio de quatro candidatas do interior de Minas. Apesar de figurarem no topo das que nacionalmente mais receberam dinheiro público do PSL, R$ 279 mil, as quatro não apresentaram sinais evidentes de que tenham realizado campanha e, ao final, reuniram, juntas, apenas 2.074 votos.

Parte dos recursos que Álvaro Antônio direcionou a elas, como presidente estadual da sigla, foi parar em empresas ligadas a assessores e ex-assessores de seu gabinete na Câmara.

Foto: Marcello Casal Jr /EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamos aguardando seu comentário