16 de maio de 2018

Petroleiros condenam prisão política de Lula e aprovam indicativo de greve

Ricardo Stuckert/ Instituto Lula: 24/02/2015- Rio de Janeiro- RJ, Brasil- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acadêmicos, artistas e lideranças políticas, participam de ato em defesa da Petrobras, convocado pela CUT e pela Federação Única dos Petroleiros. Foto: Ricardo Stuckert/ In
"Assim como Lula e o povo brasileiro, a Petrobrás e suas subsidiárias sofrem o apetite desenfreado daqueles que não conhecem uma vida sem privilégios. Antes o pilar de uma economia de pleno emprego, de geração de tecnologia, de crescimento do óleo e gás, da indústria naval, da exploração e refino, a Petrobrás agora se vê reduzida a um grande escritório de exportação de óleo cru, e de geração de lucro, tecnologia e emprego para outros países. Com a destruição da indústria do petróleo, nosso PIB sobrevive do agronegócio, neto abastado das capitanias hereditárias", destaca a FUP no manifesto.
247