7 de abril de 2020

DEM de Água Nova agora tem a maior bancada na Câmara de Vereadores

Da esquerda para direita - Prefeito Ronaldo Sousa (DEM),Vereador Ita (DEM), Vereador Preto(DEM), Vereador Odair Nunes (DEM) e o vereador Wilson (DEM).


Conforme  publicado por Júnior Lau o partido DEM de Água Nova  recebeu novas 04 adesões durante o período da janela partidária que teve  o encerramento  no último 03 de Abril.

Se filiaram ao DEM, Odair Nunes e Wilson Souza, que deixaram o MDB, Francisco Jânio (Preto) ex PHS e Ita Sales, ex PL. Eles aumentaram a bancada que já contava com Robério. Além dos parlamentares, várias lideranças políticas do município também assinaram a ficha de adesão ao partido.
Ao abonar as fichas dos novos correligionários, o prefeito Ronaldo Souza, que também é presidente do partido no município, ressaltou que, desde o início da sua gestão, manteve interlocução com os parlamentares para conduzir o município e partilhou com eles todas as ações realizadas. E destacou o fortalecimento do partido para as eleições municipais.

“Quando nos deparamos com um time que nos ajuda a ter percepção do que é importante e prioritário, tudo fica mais fácil. Sempre priorizamos o bom diálogo, estivemos juntos nas inaugurações de obras e ações da gestão. Foi dessa forma que conseguimos fazer, mesmo em tão pouco tempo, uma gestão diferente, fazendo com que a cidade viva um novo momento, ao lado daqueles que são do bem e querem o melhor para Água Nova. Como presidente do DEM, me se sinto honrado em receber os vereadores e todas essas lideranças do nosso município. Estas filiações é o marco de mais uma caminhada vitoriosa”, definiu Ronaldo Souza.

                         Vereador Ita Sales, ex PL
       Vereador   Wilson Souza ex MDB
                   Vereador   Odair Nunes  deixou o MDB
               Vereador    Francisco Jânio (Preto) ex PHS



Aplicativo ‘Tô de Olho’ usa inteligência artificial para judar a conter o coronavírus no RN

Inteligência artificial avança e facilita progresso em empresas ...
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) estão lançando uma plataforma de engajamento cívico para criar uma rede de proteção contra a Covid-19.
O aplicativo ‘Tô de Olho’ vai disponibilizar técnicas avançadas de inteligência artificial, que estão dando resultados positivos em outros países, para ajudar a reduzir a cadeia de contágio do vírus no Rio Grande do Norte.
A ferramenta terá o apoio da Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) para entrar em operação.
Através do Tô de Olho, é possível fazer denúncias de aglomerações.
Essas denúncias são enviadas para a Prefeitura onde ocorreu a aglomeração e para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do RN.
A identidade do denunciante é preservada.
“Além disso, o Tô de Olho disponibiliza um algoritmo de rastreamento de contato. O algoritmo detecta, através do histórico de localização, quem teve algum contato com uma pessoa infectada no período de contágio, sem identificar a pessoa. Os cidadãos que tiveram contato com essa pessoa são notificadas para reforçar o isolamento”, explicou o procurador-geral de Justiça (PGJ), Eudo Rodrigues Leite.
“As informações coletadas irão possibilitar a visualização de um mapa com as regiões com maior risco de infecção. Assim, a ferramenta irá informar ocorrências de sintomas, apontar o índice de isolamento das pessoas e registrar denúncias sobre eventual aglomeração em qualquer cidade. As prefeituras terão acesso a essas denúncias e reclamações e poderão tomar providências”, completou o professor Nélio Cacho, do IMD/UFRN.
O uso do Tô de Olho é gratuito, bastando o cidadão se cadastrar no site https://todeolho.mprn.mp.br.
Os dados fornecidos serão utilizados apenas durante a pandemia e para fins específicos do controle da cadeia de contágio, sendo totalmente destruídos ao fim da crise epidêmica.

thaisagalvão

Cabo Daciolo diz que Jair Bolsonaro não sofreu facada em Juiz de Fora

Com discurso nacionalista, anticomunista e de viés religioso, Daciolo 'surta' em debate
O ex-presidenciável Cabo Daciolo usou suas redes sociais para fazer um desabafo sobre a campanha presidencial de 2018. Daciolo afirmou que não acredita que Jair Bolsonaro tenha realmente sido vítima de um atentado e que tudo não passa de uma grande farsa para encobrir a necessidade de Bolsonaro passar por uma cirurgia, para curar uma enfermidade. Eis o que ele disse:
“Vou revelar algo que está no meu coração há muito tempo. Eu não acredito em facada de Bolsonaro nenhuma. Cabo Daciolo não acredita. Vou dizer o que eu acredito: Bolsonaro estava com uma enfermidade e tinha que fazer uma cirurgia. E aí, a Maçonaria junto com a Nova Ordem Mundial montou todo esse espetáculo aí. É o que eu acredito, o que está no meu coração e estou revelando hoje para você. Se for de Deus o que eu estou falando aqui, isso tudo vai cair por terra em nome do Senhor Jesus Cristo”, disse Daciolo por meio de suas redes sociais.
247

6 de abril de 2020

Carro da Saude de Água foi tomado de assalto no final da tarde

Prefeitura de Água Nova - RN - Home | Facebook
Conforme post da Secretária de Saúde Edilma  do município de Água Nova, informa que a  o veículo Mobi QGW 7E78  cor prata ano 2019 foi tomado de assalto na entrada da capital do estado. O veículo  transportava um paciente que ia para o Hospital da Liga. Alem do carro levaram os pertences do motorista e do paciente. Todos estão bem, diz a nota.

Ps: acabaram de informar que o carro já foi localizado

Bolsonaro vai demitir Mandetta sem que a Globo noticie

 Segundo Thaisa Galvão, bolsonaro continua delirante.
Quer demitir o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, mas não quer dar cabimento ao jornal O Globo.
Não vai permitir que o veículo adversário tenha dado o furo.


Confira a entrevista com Rodrigo Maia presidente da Câmara no Canal Livre


Entrevistado no programa Canal Livre, da Band, neste domingo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, denunciou a fábrica de fake news coordenada, segundo ele, por um gabinete presidencial instalado no Palácio do Planalto chamado Gabinete do Ódio.
Veja a edição dos trechos em que o presidente da Câmara fala nas fake news e cita o que considera “irresponsabilidade de Bolsonaro”.
Do blog de Thaisa Galvão





Decreto do Governo do RN antecipa colação de grau de 28 concluintes de medicina na UERN


Para reforçar as medidas de combate à pandemia do novo Coronavírus, o Governo do Rio Grande do Norte publicou nesta segunda-feira (6), em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado (DOE), um decreto estadual que autoriza 28 alunos em fase de conclusão do curso de medicina na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), a colarem grau.
O decreto atende ao disposto na Medida Provisória nº 934, de 1º de abril de 2020, e a Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõem sobre a flexibilização para conclusão antecipada dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia, como  medida de reforço ao enfrentamento da situação de emergência na saúde pública decorrente do novo Coronavírus.
"Esta é mais uma ação do nosso Governo para dotar a saúde pública do Estado de condições de enfrentamento ao coronavírus. Vamos poder contar com profissionais capacitados e já com experiência prática da Medicina no internato, que muito irão contribuir neste esforço para promover um atendimento adequado àqueles que precisarem", afirmou a governadora Fátima Bezerra.
A turma de medicina da UERN cumpriu 93,39% do internato, que é a segunda fase do curso após os primeiros quatro anos do básico. A exigência é de cumprimento de 75% do internato ou do estágio curricular. São 28 profissionais que estão no vigésimo segundo mês dos 24 meses do internato.
Além dos profissionais de medicina, o decreto também autoriza a antecipação da colação de grau de 33 formandos do curso de Enfermagem da UERN. Eles já concluíram o curso e aguardavam apenas a cerimônia de colação de grau.
A reitora em exercício da UERN, professora Fátima Raquel, disse que os profissionais  estão capacitados e que a antecipação atende requisitos da legislação  federal, do Conselho Estadual de Educação e da coordenação do curso de medicina. "Os formandos de enfermagem já haviam concluído o curso e aguardavam apenas a colação de grau, que agora será feita de forma virtual", explicou a reitora.
Fátima Raquel disse que colação de grau do curso de medicina será feita também em solenidade virtual para evitar aglomerações. "Ainda esta semana, provavelmente terça-feira ou quarta-feira, estaremos realizando os atos de colação de grau e os profissionais estarão aptos para receber seus registros e prestar serviços".
O secretário de Estado da Educação, professor Getúlio Marques, destacou a importância da decisão da governadora Fátima Bezerra em editar o decreto: "Vivemos um momento difícil, de pandemia, e o decreto vai permitir o reforço de profissionais de saúde que já estão aptos. Aproveitamos a medida provisória do Governo Federal e a Lei Federal nº 13.979, que permitem a antecipação, e estamos trazendo ao mercado profissionais que irão atuar para superarmos este momento difícil", concluiu.
A ação se deu em permanente diálogo com a direção da Uern, na pessoa da vice-reitora, professora Fátima Raquel, e contou com a participação da deputada estadual Isolda Dantas, cuja solicitação via Assembleia Legislativa foi de sua autoria, ao lado da classe estudantil.


AgoraRN

5 de abril de 2020

Bolsonaro ameaça seus ministros, especialmente Mandetta: "Vai chegar a hora deles"

"Algumas pessoas no meu governo algo subiu à cabeça deles. Eram pessoas normais, mas, de repente, viraram estrelas, falam pelos cotovelos, tem provocações. A hora deles não chegou ainda não. Vai chegar a hora deles." -assim Bolsonaro ameaçou seu ministros na tarde deste domingo, num recado aparentemente voltado a Henrique Mandetta.

247

Guerra de Bolsonaro contra a China ameaça vida de brasileiros

"Enquanto a guerra ao covid-19 já assume traços preocupantes pela ausência de equipamento, latrina diplomática de Bolsonaro dificulta acesso de brasileiros a importações que podem salvar milhares de vidas", escreve Paulo Moreira Leite, do Jornalistas pela Democracia.

4 de abril de 2020

Banco Central aponta recessão catastrófica em 2020, com queda de 5,5% do PIB brasileiro, em live da XP

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, revelou um cenário devastador para a economia brasileira, em 2020, numa live no canal da corretora XP no Youtube. Nela, ele disse trabalhar com um cenário de queda de 5,5% do PIB brasileiro – o que seria a maior recessão de todos os tempos. Campos Neto também disse que as vendas com cartões, de um indicador Cielo, chegaram a cair 90% nas primeiras semanas após o coronavírus. Confira algumas tabelas selecionadas pelo analista financeiro Jordan Lima e também o vídeo:

247

RN tem 106 casos confirmados do novo coronavírus, aponta Secretaria de Saúde

Subiu para 106 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Rio Grande do Norte. A informação está no mais recente boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), divulgado nesta quinta-feira (2). De acordo com o documento, foram 14 casos notificados entre quarta e quinta, já que na véspera eram 92 confirmações.
O número de casos suspeitos também aumentou. Saiu de 1.777 para 2.153, o que representa uma alta de 21%. O número de casos descartados está em 455, e o Estado segue com dois óbitos registrados: um em Natal e outro em Mossoró. Dos 106 casos confirmados, três são de pessoas que moram em outros estados, mas que foram atendidos no RN. Os outros pacientes estão distribuídos em 15 municípios, sendo a maioria em Natal, onde estão 56 casos confirmados.
Em seguida, vêm Mossoró (21) e Parnamirim (13). Já os casos suspeitos estão em 129 cidades do RN e de outros estados do País (mas que foram atendidas no RN). No mundo, o novo coronavírus atingiu nesta quinta-feira a marca de 1 milhão de pessoas infectadas e mais de 51 mil mortos. O surto que começou na província chinesa de Hubei foi declarado pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) após se disseminar para 181 países e regiões.
agorarn

General Braga Netto já é o presidente operacional do Brasil e decisão foi até comunicada à Argentina

general braga neto
Os desmandos do presidente Jair Bolsonaro diante do surto do novo coronavírus no Brasil irritaram o alto comando das Forças Armadas, que parece ter “eleito” o ministro chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, como o novo “presidente operacional” do país.
Segundo o jornalista investigativo argentino Horacio Verbitsky, um alto oficial do exército brasileiro comunicou um correlato argentino que o presidente Jair Bolsonaro não está sendo ouvido pelas autoridades na hora de tomarem decisões.
“Houve uma comunicação por telefone de um alto chefe do exército brasileiro com um da Argentina, em que o brasileiro informou que eles haviam tomado a decisão de contornar o presidente Bolsonaro em todas as decisões importantes”, disse o comunicador no programa “Habrá Consecuencias”, da Radio El Destape.
Verbitsky afirma que Bolsonaro atua como “monarca sem poder efetivo” e quem agora comanda o país é o general Walter Braga Netto, da Casa Civil.

3 de abril de 2020

Denunciado em Haia, Bolsonaro pode pegar até 30 anos de prisão

Bolsonaro Haia
Oficialmente denunciado como potencial autor de crimes contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional de Haia, Bolsonaro pode ser condenado a até 30 anos de prisão. Corte tem poder de detenção em solo internacional, conforme tratado assinado pelo Brasil

Bolsonaro abre a boca, dólar dispara e bolsa cai

O mercado financeiro voltou a ficar tenso nesta sexta-feira, 3, em meio à cautela generalizada em relação ao impacto da pandemia do coronavírus na economia. O dólar comercial superou a marca de 5,31 reais, e a bolsa de valores brasileira voltou a ser negociada abaixo dos 70 mil pontos, após os casos da Covid-19 no mundo superarem 1 milhão e os dados de emprego nos Estados Unidos piorarem.
A moeda americana era negociada a 5,3182 reais, em média, para a venda, às 13h30, atingindo a sua cotação máxima histórica durante o dia, caminhando para fechar a sua sétima semana consecutiva de alta. O índice Ibovespa caia 5,5%, para 68.312 pontos, com Usiminas liderando as perdas, com queda de 12%, após anunciar paralisação de alto fornos.
Os casos globais de coronavírus ultrapassaram 1 milhão na quinta-feira, com mais de 52 mil mortes, uma vez que a pandemia explodiu nos Estados Unidos e o número de mortos avançou na Espanha e na Itália. O impacto econômico de tamanha disseminação continuava assustando os mercados, principalmente após dados norte-americanos praticamente confirmarem uma recessão na maior potência do mundo. Nesta sexta-feira, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que os empregadores do país cortaram 701 mil empregos no mês passado, depois de criarem 275 mil postos de trabalho em fevereiro. A taxa de desemprego disparou de 3,5% para 4,4%.
Segundo especialistas, o problema continua sendo a ausência de um espectro temporal, pois a restrição à demanda pela paralisação se une ao temor pela perda de emprego e renda, os quais se convertem em adicionais restrições à demanda, piorando a atividade econômica como um todo.
O pessimismo é visível nos mercados internacionais, com o dólar ganhando até mais de 1% contra lira turca, peso mexicano, rand sul-africano e dólar australiano, moedas arriscadas pares do real. Entre analistas, não há expectativa de melhora do cenário tão cedo, o que pode continuar pressiondo divisas emergentes, como o real.
blogdacidadania

Último boletim epidemiológico do municipio de Água Nova

Nenhuma descrição de foto disponível.
O boletim epidemiológico publicado ontem quinta-feira, 02, emitido pela Secretaria Municipal de Saúde, informa que, até o presente momento Água Nova não tem nenhum caso suspeito do novo coronavírus (COVID-19). A Secretaria informa ainda que existe apenas 13 casos de monitoramento, que são pessoas que viajaram para locais com casos de COVID-19, ou aqueles que mantiveram contato com pessoas suspeitas de contaminação.


Um ministro sem humildade X um chefe de estado sem preparo

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, virou o malvado favorito de Jair Bolsonaro.
Aliás, Bolsonaro não vive sem um malvado favorito.
Sem conhecimento, sem preparo, sem consistência, sem perfil, sem postura…resta a ele ocupar seu tempo com um malvado favorito para…ocupar seu tempo.
Resta a ele ter um alvo diário para se livrar de perguntas inteligentes da imprensa.
Melhor ser questionado sobre uma possível demissão de um ministro que ele julga “sem humildade”, do que ter que responder como vai pagar 600 reais a tantos trabalhadores brasileiros que, na linha da informalidade não reconhecida, estão sem ter como botar comida nas mesas das famílias.
Das questões administrativas, Bolsonaro já provou que não entende nada.
E pra que ter um ministro preparado se ele tem três filhos?
Todos com a resposta na ponta da língua, desde que o assunto não seja Queiroz, Marielle, porteiro, rachadinha, cargos, emprego para familiares…
Em entrevista a um jornalista amigo, numa rádio amiga, Bolsonaro declarou guerra ao ministro da Saúde Henrique Mandetta, que tem feito a diferença durante a pandemia.
Equilibrado e preparado, Mandetta vai engolindo em seco a verborragia tumultuada de Bolsonaro.
Bolsonaro diz que Mandetta não tem humildade.
Mandetta tem certeza que Bolsonaro não tem preparo.

thaisagalvao

Professora do vídeo que pede "exército na rua" é empresária e militante bolsonarista

A personagem que aparece num vídeo republicado ontem por Jair Bolsonaro, em que pede exército na rua, é uma empresária de Brasília, chamada Fátima Montenegro, que é também militante bolsonarista. No vídeo, ao lado da filha, ela se exalta e pede um golpe para que o comércio seja reaberto – o que contraria recomendações das autoridades sanitárias. Sua identidade foi revela pelo internauta Luiz Carlos Limeira Neto, no facebook. Confira abaixo vídeo e também o post de Luiz Carlos: